2016-08-11
Programação sem programar
Google Project Blocks

A Google lançou um projecto muito ambicioso, o Project Bloks, com o qual pretende que os de tenra idade aprendam a programar... sem programar!

A ideia baseia-se no que a Lego conseguiu enquanto transposição mental para a construção física de brinquedos, muito embora o resultado do encaixe dos 'bloks' – assim se chamam as peças da Google – pelos miúdos possa ter como resultado final um robot a desenhar sobre o papel, ou uma coluna a produzir som. No plano da informática a Google segue as pisadas de Seymour Pepper, percursor da Inteligência Artificial e pai do Logo, uma linguagem de programação que remonta ao final dos anos sessenta e que se baseava na construção gráfica de figuras através de instruções muito simples. Na altura, esta forma de interagir com o computador tinha por objectivo aliciar os mais jovens para a área revolucionária que estava a despontar, ao mesmo tempo que simplificava o processo de programação e devolvia resultados imediatos e, para a época, espectaculares.

A Google juntou estas duas 'peças', a visão de Seymour Pepper e a lógica da Lego, e criou o Project Bloks. Mas, que relação há entre o Project Bloks e a Masterlink?

Todo o software que desenvolvemos passa por uma plataforma, criada de raíz pela Masterlink, e que lhe herda o nome, onde se constroem, literalmente e de forma visual, aplicações com o mínimo recurso a código. Juntam-se, verdadeiramente, peças, as quais mais não são do que campos de formulários, estágios por onde os formulários depois de submetidos passam, e até relatórios complexos. Validações, cópia de dados, restringir a visibilidade de campos ou gerir a segurança da aplicação são ações que consomem horas e horas de codificação mas que na Plataforma Masterlink são geridos facilmente sem recorrer a uma única linha de código, onde o rato é sim quem mais ordena.

Não se ficam por aqui as coincidências conceptuais entre o que fazemos na Masterlink e o que a Google, ainda que para um público diferente, defende com este seu projecto. A Masterlink fomenta há anos junto dos nossos colaboradores e clientes que o código, com o passar dos anos, será cada vez menos necessário, mas mais do que isso, que este software base que melhoramos todos os dias serve fundamentalmente para dar autonomia na criação de aplicações!

E terminamos com uma frase de Adam LaGreca - um dos contribuidores para o portal de notícias de IT Techcrunch - acerca deste recente projecto da Google, onde resume também o nosso sentimento (diário) naquilo que pretendemos almejar:

«Writing code will become less and less necessary, making software development more accessible to everyone. This will allow people to solve new and unique problems for themselves, and true software engineers will continue to find ways to empower others through various platforms.»

Siga-nos!
Masterlink