2019-02-18
As quatro personalidades de liderança da quarta revolução industrial
As quatro personalidades de liderança da quarta revolução industrial

Ainda estamos no início da indústria 4.0, também conhecida como a quarta revolução industrial, que reúne ativos físicos, com tecnologias digitais como analise, inteligência artificial e tecnologias cognitivas. Baseado numa pesquisa com mais de 2000 especialistas em 19 Países, um novo relatório da Delloite Global, abordou o tema da existência de 4 tipos de Líderes.


The Social Supers: Embora a maioria dos executivos que foram pesquisados afirmem que o impacto social é uma prioridade organizacional, muitos ainda lutam com a tensão, entre criar um impacto positivo e gerar lucro. Também acreditam que as iniciativas sociais, na maioria das vezes contribuem para a lucratividade. Este tipo de Líder considera a iniciativa social fundamental para os seus modelos de negócio, na era da indústria 4.0 e traduzem o seu otimismo na forma como trabalham, com confiança e benefícios noutras áreas.


The Data-driven decisives: Uma abordagem metódica, orientada por dados, para o desenvolvimento de estratégias na era da indústria 4.0, dá a estes Líderes confiança. Também apresentam características de liderança, que podem posicionar as suas organizações num caminho de sucesso a longo prazo. São mais ousados, metade deles investem em tecnologia, para competirem com os mercados, onde apenas um terço dos outros líderes o faz. Ser orientado por dados na tomada de decisões, compensa a quase, metade das organizações lideradas por estes decisores, que geram 5% ou mais, de crescimento da receita anual, em contraste com apenas 25% de outras organizações.


The Discription Drivers: São os executivos que relatam investimentos em tecnologias para modificar o mercado. Estes líderes são mais propensos a dizer que se sentem preparados para capitalizar as oportunidades associadas à indústria 4.0 e estão preparados para investir nas oportunidades associadas a esta indústria. Também estão mais focados em acreditar que têm forças de trabalho com habilidades para o futuro e planejam continuar a treinar os seus funcionários atuais extensivamente, com foco em resultados a curto prazo, na compreensão das tecnologias da indústria 4.0 e falta de visão de liderança.


The Talent Champions: São executivos que estão mais adiante que os colegas na preparação de trabalho para o futuro. Acreditam que sabem quais são os conjuntos de habilidades necessárias. Apesar desta confiança, não são complacentes, adotam a responsabilidade de treinar os seus funcionários para o futuro trabalho e também são mais atentos a investir em tecnologias, que compitam com os concorrentes. Esse foco leva a uma serie de benefícios, que se podem refletir num resultado positivo, isto é, ao colocar o desenvolvimento da força de trabalho à frente, os funcionários podem estar mais alinhados e motivados para ampliar a influência.


Será que estamos preparados e nos reconhecemos em algum tipo destes líderes?


Saiba mais no artigo da Forbes

Siga-nos!
Masterlink